Faça seu orçamento


A manipulação farmacêutica é uma ótima alternativa para adquirir medicamentos mais baratos, tendo em vista o alto custo dos produtos industrializados. No entanto, é importante escolher a farmácia que irá manipular o seu remédio, verificando a idoneidade, a estrutura do estabelecimento e exigindo que a sua fórmula seja manipulada por um farmacêutico formado. Somente esse profissional poderá garantir um produto final confiável.

Conheça um pouco mais sobre os medicamentos manipulados especialmente através das perguntas e respostas abaixo

    A indústria gasta muito dinheiro com pesquisas para o desenvolver novos fármacos e com propaganda junto aos médicos, o que leva a embutir esses gastos nos medicamentos. A manipulação oferece também a possibilidade de adquirir a quantidade exata de medicação receitada, o que reduz os preços e dificulta a automedicação

    Sim. A matéria-prima utilizada na manipulação é adquirida dos mesmos distribuidores que fornecem para a indústria. Além disso, nossas farmácias têm laboratórios próprios de controle de qualidade. Existe também fiscalização pela Vigilância Sanitária, responsável por verificar o cumprimento das normas preconizadas pela Anvisa, das Boas Práticas de Manipulação.

    O preço do medicamento manipulado não é controlado. Por isso, cada farmácia estipula o seu preço. A formação do preço deve levar em consideração não só o custo da matéria-prima, mas todo o custo de produção.

    Nem sempre existem cápsulas do mesmo tamanho e da mesma cor disponíveis no mercado. Nesses casos podemos colocar o medicamento dentro de cápsulas diferentes, o que não interfere na dosagem e no efeito.

    Não. Mesmo que o medicamento tenha feito bem para você, jamais o indique para outra pessoa, pois ele foi formulado para uso pessoal. Também nao recomendamos a automedicação, prática que pode trazer danos à saúde.

    Preferencialmente não. O álcool pode interferir no efeito ou na absorção do seu medicamento, atrapalhando o tratamento. Verifique nos rótulos de seu medicamento para saber se esta advertência de não ingestão de álcool é mandatória para o seu caso.

    Não é recomendável alterar a posologia ou a dosagem do seu medicamento sem autorização médica.

    Informe ao seu médico se existir a possibilidade de você estar ou ficar grávida durante o tratamento. Ele a orientará sobre o que fazer. Informe também se estiver amamentando. Observe nos rótulos do seu medicamento manipulado.

    O médico deve prescrever os medicamentos com os seus nomes químicos, com as quantidades de cada produto da fórmula e com o número de cápsulas (no caso de cremes ou loções, o volume ou o peso) a serem manipuladas. Na sua receita também deve conter seu nome completo, período de uso do medicamento, identificação completa do prescritor.

    Não. O nome comercial de um medicamento é propriedade da indústria que o produziu e manipular um remédio utilizando-se de uma bula é contra a lei.

    Alguns critérios são importantes e devem ser levados em consideração:
    • Verificar se tem farmacêutico presente;
    • Verificar se sua fórmula está sendo manipulada por um farmacêutico;
    - Verificar se a farmácia é especializada em manipulação;
    - Verificar se seu medicamento será manipulado pela própria farmácia onde está encomendando seu medicamento;
    - Nunca procure uma Drogaria para manipular seu medicamento, pois elas são proibidas por lei de exercer tal atividade;
    • Verificar a ética da farmácia;
    • Observe a higiene;
    • Peça para conhecer os laboratórios para certificar-se da qualidade do seu medicamento;
    • Pesquise e procure o preço justo sem abrir mão da qualidade do medicamento;
    • Exerça o seu direito de escolha.
    - Não permita que o prescritor retenha sua receita ou passe por fax para alguma farmácia manipular seu medicamento.
    - Verifique se a farmácia tem Licença sanitária da vigilância sanitária, o que garante que a mesma foi inspecionada pela vigilância sanitária da sua região.

    Não. Existem produtos que não estão a disposição das farmácias de manipulação, bem como existe a limitação da farmácia em relação a algumas formas farmacêuticas.

    O revestimento entérico é uma técnica utilizada para impedir que a cápsula seja dissolvida pelo estômago, fazendo com que os princípios ativos sejam liberados no intestino. Essa técnica é importante visto que alguns medicamentos irritam o estômago ou sofrem a ação as enzimas digestivas do suco gástrico.

    Não. Essa é uma técnica utilizada pela indústria e as farmácias não possuem aparatos para executar.

    A manipulação de medicamentos é feita de acordo com uma receita médica e atende um período de tratamento determinado. Por isso, os remédios devem ser consumidos imediatamente após a manipulação e todo medicamente restante descartado.

    Isso ocorre porque a quantidade de princípio ativo que o médico prescreveu não cabe dentro de uma única cápsula, tendo que ser dividido em duas, três ou mais cápsulas. Nesse caso, siga as orientações do rótulo.

    Apenas em casos de receitas classificadas como uso contínuo ou com tempo de administração prolongado.

    Procure primeiro o farmacêutico. Ele é profissional habilitado para orientar corretamente. Caso haja necessidade, procure um médico.

    Interrompa o uso do medicamento depois de decorrido o prazo estabelecido pelo seu médico.

    Se você estiver tomando algum medicamento, avise o seu médico no ato da consulta. Ele irá avaliar o uso combinado dos medicamentos e poderá fazer os ajustes necessários.

    Não. As bases, cores e cheiros não são padronizados entre as farmácias de manipulação. Isso não influi de forma significativa na qualidade do produto, já que os princípios ativos adicionados a essas bases é que determinam a ação do medicamento.

    Existem alguns medicamentos que são controlados pelo Ministério da Saúde. Essas receitas ou as notificações coloridas ficam retidas na farmácia para que esses medicamentos só possam ser repetidos mediante apresentação de nova receita.

    • Certifique-se que o medicamento que você acabou de receber está em seu nome;
    • Verifique se a embalagem está lacrada e se estão impressos no rótulo a fórmula prescrita pelo médico, assim como o modo de tomar e a validade do medicamento;
    • Caso tenha dúvida de como usar este medicamento, fale com o farmacêutico;
    • Respeite os horários de administração do medicamento;
    • Observe os componentes da fórmula para comprovar que você não tem hipersensibilidade (alergia) a algum deles;
    • Em caso de cremes, procure utilizar a espátula que acompanha o pote, pois existem determinados componentes que se oxidam caso o produto seja contaminado com as mãos;
    • Alguns cremes precisam necessariamente ser mantidos em geladeira.
    • Proteja sempre seus medicamentos da umidade e do calor e mantenha-os longe do alcance de crianças;
    • Algumas fórmulas que utilizam princípios ativos de origem vegetal (como tinturas ou cápsulas de produtos naturais), podem ter sua coloração variável de acordo com a época da colheita da planta;
    • Eventuais atrasos na entrega de sua fórmula podem ocorrer quando faltar alguma matéria prima ou quando o médico tiver que ser contatado para resolver algum problema técnico. Pedimos e agradecemos a compreensão.